M&A

Por que fazer um Plano de Negócio no M&A?

Um Plano de Negócio pode mudar os rumos da sua empresa. E ele não resulta somente em melhorias no cotidiano do seu negócio: ele pode tornar sua empresa ainda mais atrativa para um processo de M&A.

Mas para falar sobre essa intersecção entre o Plano de Negócio e o M&A, antes precisamos pontuar algumas questões: 

1) O que é um Plano de Negócio?

2) O que é um processo de M&A?

3) Qual a conexão entre os dois?

Primeiro, um Plano de Negócio, basicamente, é um resumo com linguagem formal e objetiva, do que é, onde quer chegar, quais os rumos operacional, de marketing e financeiro de uma empresa (Wildauer, 2010).

Tratamos disso com detalhamento no post “Como estruturar seu plano de negócio”.

O M&A é um assunto do qual temos falado bastante, né? Isso porque ele se mostra como uma ótima oportunidade para ambos os lados: quem deseja vender um negócio ou quem deseja adquirir ou fundir uma empresa.

Então, resumidamente, o M&A representa as operações de fusões e aquisições de empresas.

Se você não sabe muito bem do que se trata, leia o nosso último conteúdo a respeito de operações de fusões e aquisições, “Como sua empresa pode crescer com o M&A?”

Planos de Negócio são necessários em situações como: ampliação de uma linha de montagem, verificação da viabilidade de atendimento a um novo mercado, averiguação da viabilidade de um novo negócio (Cecconello e Ajzental, 2010).

E é, portanto, no sentido de averiguar a viabilidade de um novo negócio que o Plano de Negócio é fundamental no M&A.

Como e por quê? Esse é o centro do nosso texto de hoje. Então, explicaremos a respeito dessa relação, de maneira mais completa, a seguir.

Onde o Plano de Negócio aparece no M&A?

Já comentamos em outros posts (“O processo de Fusão e Aquisição de empresas” e em “Como sua empresa pode crescer com o M&A?) sobre as etapas da metodologia Zucchi M&A para os processos de Fusão e Aquisição.

Atuamos com cinco fases: Interesse, Preparação, Divulgação, Negociações e Transação.

Um licenciado Zucchi M&A identifica o Interesse de um empresário em vender sua empresa e inicia o processo de intermediação.

Depois, na Preparação, a expertise da Zucchi entra no contexto. A empresa que será vendida é pesquisada, estudada e analisada profundamente. 

Informações econômicas e financeiras são apuradas, a fim de compreender exatamente todas as informações administrativas da empresa.

Com elas, é possível avaliar os pontos positivos da empresa, atualmente, bem como os pontos nos quais é necessário aprimorar e outros em que é possível melhorar, fazendo-a crescer e prosperar ainda mais.

Documentos para o M&A

A Zucchi produz dois documentos, nessa fase, que demonstram todas as limitações e potencialidades daquela empresa: o Valuation e o Plano de Negócio.

O Plano de Negócio conterá a descrição dos objetivos da empresa e os passos que o gestor e a equipe devem seguir para alcançá-los. 

Já falamos em outro momento que na Zucchi há um princípio metodológico para tudo que implantamos e que se encaixa perfeitamente ao plano de negócio: 

No caso de um Plano de Negócio visando a venda da empresa – um M&A -, as informações levantadas previamente contribuirão para a elaboração de um documento bastante completo. Porém, não é só isso.

A Zucchi entregará um “mapa” de onde a empresa se encontra, como ela pode evoluir e todas as possíveis oportunidades que aquele negócio abre a seus futuros compradores.

“O alvo define o método e atrai o recurso”

Em outras palavras, quando se tem um objetivo (ou “alvo”) bem estabelecido e claro, é ele que definirá o “como” (ou seja, o método).

E esse conjunto de “objetivo + como” atrai o recurso – que pode ser financeiro, intelectual, físico, etc.

O Plano de Negócio não é uma maquiagem

É claro que entrarão, também, as fragilidades atuais. Afinal, todos os negócios têm seus pontos fracos, o que não significa que a empresa “é” dessa forma: ela “está” assim e precisa mudar para melhor.

Dessa forma, identificar as fragilidades também é essencial.

Além de mais honesto com o futuro comprador, essas informações certamente trazem o “pé no chão” a ele: não haverá o trabalho de buscar onde está ou onde estão os problemas da empresa.

Novas visões e possibilidades para a empresa

Como o estudo que a Zucchi faz sobre o negócio é bastante completo, a partir do contexto atual será possível identificar novas oportunidades para aquela mesma empresa. 

As pessoas e o mercado sempre têm novas necessidades, novas tendências surgem e, por consequência, alguém precisa suprir essas demandas – sejam elas da que área forem.

Ter esse documento que reúne diagnóstico, apontamentos de possibilidades para onde a empresa pode seguir e os indicativos de mercado representa, para o empresário que está adquirindo um negócio, vários passos adiante.

Dessa forma, para que isso fique bem claro, colocamos aqui alguns elementos que necessariamente estarão em um Plano de Negócio:

Oportunidade de negócio

Descrição da empresa, necessidades do mercado e como esse negócio pode supri-las.

Direcionamento estratégico

Entram: missão, visão e valores, além dos objetivos estratégicos do projeto. 

O mercado

São avaliados pontos como: setores macro e microeconômicos; mercado em potencial; motivos pelos quais a empresa venderia nesse mercado; ameaças e oportunidades de negócio; clientes em potencial; concorrentes; fornecedores, etc.

Marketing e vendas

São as estratégias que envolvem, por exemplo: descrição do produto, vantagens competitivas, plano de pesquisa e desenvolvimento, preço e distribuição, canais de relacionamento, dentre outros itens.

Estrutura operacional

Como será o layout do local, quantas pessoas ele deve comportar, as demandas de capital humano e respectivas responsabilidades, o que inclui nível de instrução, perfil profissional e perfil pessoal.

Estimativas financeiras

Relacionadas à sustentabilidade financeira: investimento necessário, perspectiva de retorno sobre o investimento (ROI), projeção dos demonstrativos contábeis são alguns dos levantamentos necessários.

Riscos do negócio

Significa apontar tudo o que pode causar prejuízo. Aqui, são indicados, por exemplo, o não pagamento por um credor ou financiador, imprevistos ao patrimônio, como incêndios, alagamentos, vendáveis e outros.

Seguindo o processo do M&A

Além dessa ferramenta poderosíssima que é o Plano de Negócio, a Zucchi M&A ainda oferece o Valuation da empresa.

Porém, trataremos mais especificamente desse documento em outro texto.

Com tanta informação na fase de Preparação da empresa para um M&A, as demais etapas (Divulgação, Negociações e Transação), consequentemente, fluem com mais rapidez.

Quer ter acesso a empresas que estão abertas a um M&A? Ou você mesmo quer vender sua empresa?

Entre em contato conosco! A Zucchi terá o maior prazer em contribuir, já que desejamos muito que as empresas prosperem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *