Gestão

Planejamento estratégico: saiba como fazer o da sua empresa

zucchi-capa-planejamento-estrategico

Sua empresa tem um planejamento estratégico bem definido?

Fazer um planejamento estratégico consiste em elaborar uma estratégia para sua empresa, traçando o caminho para alcançá-la.

Para isso, é preciso olhar para dentro da empresa, reconhecer a situação em que o negócio se encontra e fazer projeções para o futuro. É por isso que o ponto de partida do planejamento estratégico é o seu objetivo. Afinal, como se planejar se você não sabe para onde quer ir?

Se você quer alcançar o sucesso em sua empresa, saiba que um bom planejamento é essencial. Neste post, você aprende tudo sobre essa estratégia essencial: o que é, a importância, como fazer e o exemplo de um dos negócios mais bem-sucedidos de todos os tempos — o Google! 

Boa leitura!

Planejamento estratégico: o que é e qual a sua importância

Como falamos na introdução, planejamento estratégico consiste em definir um objetivo para sua empresa e traçar o caminho para chegar lá. A ideia é ter uma visão de longo prazo, colocando no papel como você deseja estar daqui a alguns anos.

Mas, se mudanças ocorrem o tempo todo, por que ter um planejamento estratégico é tão importante?

Com um planejamento estratégico bem feito, você consegue prever essas mudanças e se diferenciar no mercado. Com os passos definidos, também é mais fácil chegar ao seu objetivo, assim como antecipar possíveis riscos.

Outro ponto é que, com o planejamento estratégico, fica mais fácil escrever de forma resumida o propósito da sua empresa. Assim, todos poderão compreender os seus objetivos, sejam os colaboradores, os sócios ou investidores. Internamente, os colaboradores entendem a estratégia da empresa, colaborando para alcançá-la. Externamente, fica mais fácil explicar o seu negócio para possíveis investidores.

A maneira com que a estratégia vai ser executada também pode ser compreendida em detalhes. São ações práticas para cumprir no dia a dia, e não algo que parece intangível.

O planejamento estratégico pode ser feito a cada semestre, uma vez por ano… A frequência vai depender das necessidades da sua empresa.

Caracteristicas do planejamento estratégico

Fazer um bom planejamento não é responsabilidade só do CEO ou da diretoria, mas de toda a empresa. A estratégia deve permear todas as áreas e envolver todos os funcionários para dar certo. Por isso que um primeiro passo para quem vai fazer um planejamento estratégico é ter isso em mente.

É importante que os colaboradores encontrem ideias em comum para que todos fiquem alinhados. Também é importante orientar-se em torno de uma vantagem competitiva, afinal, qualquer que seja o objetivo, é ela que as empresas buscam. 

É necessário também que o planejamento estratégico saia do papel e seja alcançado. Por isso que esse plano costuma prever ações menores, factíveis. 

Por fim, outra característica do planejamento estratégico é que ele precisa ser monitorado. Dessa forma, caso algo não esteja saindo como previsto, é possível fazer ajustes e correções.

Conheça as 4 etapas do planejamento estratégico

É comum que as pessoas se sintam perdidas na hora de fazer um planejamento estratégico. Afinal, por onde começar a definir tudo o que diz respeito à empresa?

Por isso que é comum que empresas organizem etapas para dar conta dessa tarefa. Conheça as 4 etapas do planejamento estratégico e veja como é simples!

1. Tenha um direcionamento estratégico

Fazer um planejamento estratégico começa pelo direcionamento. Aqui na Zucchi, por exemplo, costumamos dizer que o alvo define o método e atrai o recurso.

Esse princípio significa que é preciso ter um alvo definido para, então, escolher o melhor método para chegar onde você deseja, assim como ir em busca dos recursos necessários.

Por isso que, quando entramos em uma empresa para fazer planejamento estratégico, procuramos entender onde os empresários querem que o negócio seja. É abrir novas unidades? Alcançar resultados financeiros de 25%? Ter mais participação no mercado?

Com esse alvo em mente, fica mais fácil definir como chegar lá. Pode ser ter mais representantes, reduzir custos, fazer ações de marketing melhores…

Nessa primeira etapa de definição do alvo é preciso também compreender o propósito da empresa. Qual sua missão, visão e valores? Como você se posiciona no mercado? Essas são algumas perguntas a responder antes de partir para o próximo passo.

2. Faça diagnóstico e análise

Com seu alvo bem definido, chega a hora de entender o que está impedindo você de alcançá-lo. Quais as barreiras que sua empresa enfrenta?

Para isso, é preciso fazer um bom diagnóstico. Na Zucchi, por exemplo, lançamos mão de metodologias como a análise 360º, que permite identificar a raiz dos problemas e entender o que pode estar impedindo seu crescimento. Também olhamos para o passado, para aprender com os erros já cometidos.

Outras metodologias que usamos na Zucchi são as 5 forças de Porter, a análise SWOT e a Matriz BCG, de acordo com o mercado de atuação e as necessidades de cada empresa.

3. Defina seu mapa estratégico

Com seus objetivos e obstáculos em mãos, você já tem as informações necessárias para deixar seu planejamento estratégico mais palpável. Aqui, o documento vai saindo da teoria e ganhando forma, apontando para ações claras e objetivas.

A partir da estrutura organizacional da empresa, os objetivos das cinco áreas organizacionais — mercado, operações, capital humano e finanças — são fragmentados. É o momento de comunicar aos colaboradores que o seu planejamento estratégico está sendo construído, convidando todos a participarem. Afinal, se construído coletivamente, é mais provável que o plano seja adotado pelos funcionários.

Depois, são definidos os indicadores, usados para mostrar como está a gestão. Esses indicadores precisam de metas definidas e devem ser apresentados com uma frequência também pré-determinada, como quinzenalmente ou mensalmente.

4. Implantação e controle

Seria um desperdício de tempo se todo o esforço investido na criação do planejamento estratégico fosse parar na gaveta, você concorda? É por isso que, depois de pronto, chega a hora de divulgar o plano entre os colaboradores. Pode ser por email, reunião, conversas. A palavra de ordem é comunicar!

Apresente aos líderes de cada área as tarefas que será preciso cumprir e os prazos de cada uma, destacando a importância de todos participarem.

E aí, ficou claro como é possível fazer o seu planejamento estratégico nessas 4 grandes etapas? Para você não se esquecer de nada importante, fizemos um quadro para resumir as ideias.

Etapas Planejamento Estratégico

Planejamento estratégico: conheça a fórmula de sucesso do Google

É possível aprender muito com o exemplo de outras empresas. Avaliando como elas trabalham você consegue aprender com os erros para não repeti-los, por exemplo. E, se a empresa observada for bem-sucedida, a inspiração é maior ainda!

Por isso que, nesta parte final do post, vamos falar um pouco sobre como o Google trabalha o seu planejamento estratégico. Entenda como é feito o planejamento de uma das maiores companhias do mundo!

Como o Google trabalha

É comum que grandes empresas como o Google usem metodologias diversas para estruturarem seus planejamentos estratégicos. 

No Google, é usado o método OKR (Objective and Key Results), que ganhou popularidade dentre outros negócios ao redor do mundo por ter dado suporte ao crescimento da empresa, que foi de cerca de 40 pessoas em 1999 para mais de 60 mil na atualidade.

Isso mostra algo interessante: o método OKR pode ser usado por empresas pequenas, médias e grandes. Prova disso é que, hoje em dia, basta você entrar em qualquer startup de tecnologia que vai ouvir falar nos famosos OKRs. Mas e você, sabe o que isso significa?

A metodologia OKR foi desenvolvida por Andy Grove, um dos fundadores da Intel, na década de 1970. De forma resumida, consiste em definir metas de forma estruturada, moldando a cultura da empresa ao planejamento estratégico. Essas metas são abrangentes, cerca de 3 por ano.

Como definir objetivos

Os objetivos maiores, depois, são quebrados em outros menores, de curto prazo, em torno de 3 meses. Esses objetivos menores são também, por sua vez, fragmentados, agora em resultados-chave. Uma pessoa de cada departamento fica responsável por eles.

Mas não pode ser qualquer objetivo genérico: eles precisam seguir a metodologia SMART, ou seja, serem específicos, mensuráveis, atingíveis, relevantes e temporais. A ideia é que, somados, esses objetivos menores, compreensíveis para toda a empresa, levem aos objetivos maiores.

Por fim, a última etapa do método OKR consiste em definir quais atividades ou ações-chave é preciso executar para que sejam alcançados os objetivos. Todas as ações que não visam a esse objetivo podem ser deixadas de lado. Em resumo: as atividades-chave, ou ações-chave, devem levar aos resultados-chave. Estes, por sua vez, levarão aos objetivos trimestrais, que, se alcançados, vão resultar nos objetivos-macro pensados para o ano.

O método OKR provou-se eficaz para empresas de segmentos e tamanhos diversos. Isso porque, com ele, as responsabilidades ficam públicas. O acompanhamento constante dos resultados também permite agilidade e realinhamento, caso necessário.

E o melhor é que, usando OKRs, a empresa é mais assertiva na hora de implementar o planejamento estratégico, uma vez que as ações estão conectadas a um alvo. Adeus, perda de tempo com atividades que não contribuem para que você alcance seus objetivos!

Hora de colocar a mão na massa!

Se a sua empresa ainda não tem um planejamento estratégico, saiba que fazer o seu é mais fácil contando com ajuda especializada. 

Nós da Zucchi ajudamos as organizações a prosperarem utilizando metodologias como o OKR para implantar o planejamento estratégico e alinhar o alvo das corporações. 

Temos uma equipe pronta para ajudar você a definir a melhor estratégia para sua empresa, escolhendo a metodologia mais adequada. Conte com a gente para alcançar seus objetivos! Clique aqui e entre em contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *