Gestão

Como definir o modelo de negócios da sua empresa

capa-como-definir-modelo-de-negócios

Sua empresa tem um modelo de negócios bem definido? 

Ter um bom modelo de negócios é o que vai permitir que sua empresa corra atrás de objetivos claros. Sem ele, por outro lado, seu negócio pode perder o foco.

Seguindo o exemplo dado no post de planejamento estratégico, pense que ter um modelo de negócios é como viajar com um mapa. 

Sem ele você até pode pedir informação e chegar ao lugar certo. Mas, com ele, certamente o fará de maneira mais rápida e fácil.

Por isso, neste post, nós da Zucchi mostramos o que é modelo de negócios, as diferenças entre ele e o plano de negócios e como fazer o seu. Boa leitura!

O que é modelo de negócios

O modelo de negócios é uma explicação de como uma empresa entrega valor. Isso inclui a maneira como você pretende resolver um problema e o quanto vai cobrar por isso.

A ideia se tornou mais popular com o Business Model Canvas, método criado pelo teórico empresarial suíço Alex Osterwalder. 

Para ele, muitos empreendedores abriam mão de ter um modelo de negócio porque não havia uma metodologia clara de como elaborá-lo

Um modelo de negócios não é uma ideia nova. Empreendedores sempre buscaram um modelo que desse sentido aos produtos e serviços que oferecem. 

Mas, antes do Canvas, o processo era mais trabalhoso, utilizando, por exemplo, planilhas. Falaremos mais sobre esse modelo e como criá-lo mais adiante.

Diferenças entre modelo de negócio e plano de negócio

Se você chegou até aqui, talvez esteja com a seguinte dúvida: qual a diferença entre modelo de negócio e plano de negócio? 

Apesar do nome parecido, são coisas totalmente diferentes. Mas que podem se complementar.

O modelo de negócios pode ter somente uma página, explicando como será o funcionamento da empresa sem levar em conta a concorrência. 

É a partir dele que uma empresa é construída, e, a partir da sua leitura, pode-se compreender a essência do negócio, mas não o planejamento.

Mas não o confunda com o plano de negócios, que pode ter dezenas de páginas. 

Descritivo, ele inclui custos e despesas da empresa, investimento inicial, estratégia de marketing, dentre outros atributos.

São estratégias complementares: no modelo de negócios (Canvas), é possível analisar as oportunidades e validá-las, descobrindo se realmente há um mercado interessado em seu produto ou serviço. 

Feito isso, entra em cena o plano de negócios, que ajuda a ir em busca do necessário para colocar a empresa para rodar.

Como montar o Business Model Canvas

Como falamos mais no início do post, o Business Model Canvas facilitou bastante a criação de um modelo de negócios. 

Sendo essa uma forma básica de modelar o seu negócio, ele pode servir como um primeiro passo para a sua organização.

Com ele, é possível visualizar facilmente os próximos passos. Mas nada é escrito em pedra: você pode revisar seu Canvas e fazer alterações, caso necessário.

No início, o Business Model Canvas era feito na parede, com papéis e post-its. Hoje já há ferramentas online para fazer tudo pela internet, como Canvanizer e Sebrae Canvas

Mas, qualquer que seja o suporte utilizado, o quadro que você preencherá deve se parecer com este:

Business Model Canvas - Como definir seu modelo de negócios

Certo, hora de preencher o modelo! Confira o que incluir em cada um dos quadrantes.

Proposta de valor

Um bom ponto de partida é a proposta de valor. Nela você deve detalhar o propósito da sua empresa. Para isso, responda perguntas como:

  • Que valor quero entregar aos meus clientes?
  • Qual dos problemas do consumidor estou ajudando a resolver?

Segmento de clientes

Chegou a hora de responder qual segmento de clientes você está buscando. Ao preencher esse quadrante, responda a questões como:

  • Para quem estamos criando valor?
  • Quem são nossos clientes mais importantes?

Canais

Os canais são os meios pelos quais o seu produto ou serviço chega ao cliente. Para descobrir os seus, responda a estas questões:

  • Por meio de quais canais você quer que seus segmentos de clientes sejam atingidos?
  • Como eles são atingidos agora? 
  • Quais canais funcionam melhor?

Relacionamento com clientes

Preencher este quadrante requer saber como a empresa se relacionará com cada segmento de clientes.

  • Que tipo de relacionamento cada um dos nossos segmentos de cliente espera que estabeleçamos? 
  • Quais já foram estabelecidos?

Atividades-chave

É preciso colocar a mão na massa e fazer algumas atividades essenciais para entregar a sua proposta de valor. Para descobrir quais são, responda:

  • Quais atividades a sua proposta de valor requer para que seja entregue?

Recursos principais

Aqui, liste os recursos essenciais para que suas atividades-chave sejam realizadas. Responda:

  • Quais os recursos-chave que nossa proposta de valor requer para que seja realizada?

Parcerias principais

Aqui, liste as atividades-chave realizadas por meio de terceirização, assim como os recursos que é necessário adquirir fora da empresa.

  • Quem são nossos parceiros-chave?
  • Quem são nossos fornecedores-chave?

Fontes de receita

O objetivo da proposta de valor deve ser a geração de receita. Por isso, na hora de colocar suas fontes de receita no papel, pergunte-se:

  • Por qual valor nossos clientes querem pagar? 
  • Pelo que e quanto eles pagam atualmente? 
  • Como gostariam de pagar?

Estrutura de custos

Tão importante quanto conhecer suas fontes de receita é conhecer seus custos. Aqui, procure responder:

  • Quais são os custos básicos do nosso modelo de negócio?
  • Quais atividades e recursos-chave custam mais?

Com essas respostas em mãos, é só preencher seu Canvas! 

E, agora que você já tem seu modelo de negócios desenhado, que tal dar mais um passo e investir em um plano de negócios? 

Lembrando que você pode partir do Business Model Canvas, mas não deve ficar preso a este modelo único. 

Aqui na Zucchi, por exemplo, desenvolvemos o nosso Ciclo de Inovação, que é uma ferramenta mais completa para a modelagem de negócios, baseando atividades em pesquisas para tornar os negócios mais inovadores.

Sugerimos também que você leia este post para aprender a estruturar o seu e bom trabalho! E se tiver alguma dúvida ou dificuldade nesse processo, entre em contato conosco que teremos o maior prazer em ajudar.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *